- 03/04/2011 09h31

Logo Malu

Matéria disponível em: http://papofeminino.uol.com.br/televisao/ribeirao-do-tempo/resumo-joca-e-incriminado-pela-morte-de-virgilio-e-nasinho/

RESUMO – Joca é incriminado pela morte de Virgílio e Nasinho

Veja o resumo dos capítulos da semana!

Por admin

 

 

Segunda-feira – 04/04     

Léia vai até a casa de Flores e é recebida por Fátima. A empregada diz que Joca fez bem ao envenenar o presidente, deixando Léia furiosa. O professor chega e pede que a empregada se retire. Joca se revolta com a notícia sobre Nicolau e fica ansioso para sair e tentar resolver a situação. Arminda o impede. Léia se mostra muito nervosa e diz a Flores que precisa conversar seriamente. Ela avisa que não quer mais ouvir do professor que seu filho é louco, já que graças a ele, muitos da cidade realmente acreditam nisso. Flores promete que vai ajudá-la a inocentar o detetive e anuncia que logo se casarão. Joca conversa com Arminda e decide que pedirá ajuda para Filomena. A filha do prefeito deve falar com Léia e convencê-la de que Flores é mau caráter. Mateus leva Filomena para acompanhá-lo em uma decolagem com alguns paraquedistas. Arminda fala com Lincon e o convence a conversar com Jairo para fazer com que todos saibam quem é Nicolau. O jornalista vai até a delegacia e diz ao agente federal que possui informações concretas que incriminam o senador. Jairo fica pensativo e decide investigar. O agente vai até a redação do jornal para conversar com Nicolau. O senador se esquiva das perguntas e direciona a culpa para André, já que ele está ligado ao Comando Invisível. Jairo conversa com Ajuricaba e pede que traga André para uma conversa. Clorís se prepara para se encontrar com Ari. O ex-prefeito vai até a pousada e fica encantado quando vê sua amada. Newton presencia o encontro e vai tirar sarro com Tito. O clima pesa entre os amigos e o dono da pousada quase briga com seu companheiro. Bruno tenta, em vão, descobrir por que Teixeira tem tanto medo de Monsieur Claudel. Joca fica com ciúmes ao ver Arminda conversar com Claudel. A executiva sai de casa para dar andamento ao plano contra Nicolau. Andréa fala com seu pai, junto de Sônia, que seu filho é menino. Ajuricaba chega ao local levando a intimação da Polícia Federal. Arminda vai até a pousada para falar com Filomena. 
 
Terça-feira – 05/04          

Lincon e Ajuricaba quase brigam. André decide acompanhar o delegado para prestar depoimento. Filomena chama Arminda para conversar em seu quarto. Flores conversa com Nicolau e Karina. O grupo ergue suas taças e todos brindam pelo plano que caminha conforme o combinado. Tito fala ao telefone quando Iara chega e ouve o final da conversa. O dono da pousada diz que está se movimentando para substituir Mateus. Arminda conta para Filomena que Joca está escondido em seu quarto. Ela pede que converse com Léia para convencê-la sobre as reais intenções de Flores. Sônia começa a passar mal e Lincon decide levá-la para o hospital. Jairo começa a interrogar André. O agente o pressiona querendo saber quem envia as ordens do Comando Invisível. O filho de Lincon afirma desconhecer o líder e se nega a entregar os outros seguidores do movimento. Sônia fica no hospital com Virgínia e Lincon parte para a delegacia. Jairo pressiona André com mais rispidez e ainda assim não obtém nenhuma informação. O agente decide prender o rapaz. Sérgio conta para Carmem e Rosa que André está atrás das grades. O grupo decide se separar para não causar suspeitas. Marta convence Ajuricaba a ir ao hospital. Jairo permite que Lincon converse com seu filho. Ele dá a notícia de que Sônia está internada. O médico diz para Virgínia e Patrícia que Sônia precisa de repouso absoluto para se recuperar. Marisa diz à Arminda que está cada vez mais difícil a convivência com Querêncio. A executiva diz a Joca que Filomena aceitou participar do plano. Nicolau tem um pesadelo com Dália. Filomena vai à casa de Léia e diz que Joca está bem, mas pede que Flores não saiba. Virgílio se faz de vítima para Clorís e diz não estar envolvido em nenhum crime. Monsieur Claudel chega em Ribeirão do Tempo.
 
Quarta-feira – 06/04       

Lincon decide permanecer na delegacia até que André seja solto. Marta vai conversar com Jairo, na tentativa de libertar o filho do jornalista. A investigadora apela para o agente federal e se responsabiliza pelo rapaz. Nasinho liga para Nicolau e avisa que irá se encontrar com Virgílio. O Senador diz que já tomou sua decisão. André é solto e vai de encontro ao seu pai. Emocionados, os dois se abraçam. Claudel conversa com Arminda e conta que veio ao Brasil para avaliar a situação da empresa. Fala também que, se for necessário, tomará algumas atitudes. Claudel vai até a sala de Bruno e Teixeira para marcar uma reunião no dia seguinte. Nicolau entra no quarto e pega uma caixa, de onde tira um revólver. Virgílio conversa com Nasinho e diz que deixará Ribeirão do Tempo. Ele pede ao escrivão que consiga uma quantia em dinheiro com o Senador para que possa sair da cidade. André vai até o hospital visitar sua esposa. Ajuricaba chama Lincon para conversar fora do quarto. O delegado propõe um pacto de convivência pacífica para que seu neto não seja prejudicado. Larissa se mostra cada vez mais incomodada com a falta de lucidez de Beatriz. Nicolau encarrega Nasinho de acabar com a vida de Virgílio. O escrivão entra em pânico, mas o Senador o acalma e explica o plano. Zuleide conversa com sua melhor amiga e diz que não quer se envolver em confusões por causa de seu namorado. Nicolau diz a Nasinho que Karina vai ajudá-lo a executar o plano. Iara conta para Newton que Tito está buscando um novo piloto. Filomena fala para Querêncio que vai se separar de Tito. O prefeito pergunta se ela ainda o ama e a moça fica insegura. Nicolau chama Karina para contar o plano. Larissa vai até a casa de Flores procurando uma solução para a loucura de sua irmã. Nasinho liga para Virgílio e marca um encontro. Karina se dirige com o escrivão até o local onde foi marcado o encontro. Eles chegam ao ponto de encontro e Nasinho se prepara.
 
Quinta-feira – 07/04        

Larissa fala com Flores sobre os delírios de sua irmã. O professor propõe que pensem juntos para ajudar Beatriz. Clorís segue para a casa de Flores. Virgílio chega ao ponto de encontro. Nasinho, que já o aguardava, o convence a ir até a mata com o pretexto de entregar o dinheiro. O escrivão saca a arma. Virgílio percebe o nervosismo de Nasinho e tenta se aproximar para acalmá-lo. O comparsa de Nicolau toma coragem e descarrega o revolver em seu alvo. Karina ouve os tiros e se desespera. Rosa chega ao agito colonial e leva uma bronca de seu tio por ter saído. Ela conta que viu Clorís indo até a casa do professor. Fátima recebe Clorís e vai avisar seu patrão. Atordoado, ele manda que Fátima  peça que ela espere um instante. Nasinho liga para Karina e diz que Virgílio já está morto. Ela avisa que vai buscá-lo. Antes de partir, a moça abre sua bolsa e pega uma luva de plástico. Em seguida, pega um pano no qual está embrulhada uma arma. Karina vai até o escrivão e se certifica que o serviço foi feito. A noiva de Nicolau avisa que recebeu ordens para acabar com Nasinho. Ele ainda tenta sacar sua arma, mas Karina é mais rápida e o acerta no peito. Flores leva Larissa até a porta enquanto Clorís aguarda. A mando de Nicolau, Karina prepara a cena do crime para simular que um atirou no outro. Ela liga para seu noivo e avisa que tudo correu como o combinado. Clorís discute com Flores e sai dizendo que vai repensar sua relação com ele. Sancha aconselha Léia a acreditar no seu filho e não nas palavras do professor. Todos na pousada percebem a ausência de Virgílio imaginam o que pode ter acontecido. Cardoso recebe uma ligação com a denúncia de dois homens mortos no meio da mata e se dirige ao local com Marta. Arminda se arruma para o jantar com Claudel, deixando Joca com ciúmes.
 
Sexta-feira – 08/04          

Bruno e Célia se preparam, ainda em sua casa, para o jantar com Monsieur Claudel. Nicolau bate à porta e o casal, que já estava de saída, deixa que ele suba até o quarto para ver sua noiva. Karina fica aliviada ao conversar com seu futuro marido. Marta e Cardoso partem para a cena do crime. Claudel chega ao Solar e é bem recebido por todos, exceto por Diana, que fica com ciúmes. Tito vê Filomena e Mateus jantando e aparentemente envolvidos. O dono da pousada se aproxima do piloto de avião e diz que precisam conversar no dia seguinte. Marta e Cardoso chegam à cena do crime. Da forma como a cena foi montada, deduzem que Nasinho e Virgílio atiraram um no outro. Nicolau, Flores e Karina brindam por mais uma etapa concluída em seus planos. O professor aconselha o Senador a noticiar em seu jornal os homicídios. Durante o jantar com Claudel, Querêncio bebe um pouco além da conta e começa a falar sobre sua suposta missão. Incomodada, Marisa se retira. Lílian vai até a delegacia na tentativa de conseguir informações sobre as mortes. Ajuricaba avisa que não sabe de nada. O delegado recebe uma ligação de Marta. Flores conta para Nicolau que Larissa foi procurá-lo. O professor aconselha o Senador a ir até a redação do jornal para obter novas informações sobre Nasinho e Virgílio. Tito e Filomena discutem no quarto. Newton chega e avisa o  casal que o administrador da pousada foi encontrado morto. Lílian fala para Nicolau sobre os homicídios e o Senador finge consternação. Ele diz que, provavelmente, foi Joca que matou os dois e decide incriminar o detetive com uma manchete de seu jornal. Karina vai até a casa de Zuleide para avisar que Nasinho foi encontrado morto. Marta liga para Arminda e pede que ela conte à Joca sobre os homicídios. Romeu recebe o jornal e mostra as notícias para Léia e Sancha, que ficam apavoradas. Flores chega neste momento. A mãe de Joca se irrita e expulsa o professor de sua casa, dizendo que não acredita mais em suas palavras. Flores vai até Ajuricaba e reforça a denúncia contra o detetive.

* Sujeito  à  alteração  de acordo com a edição dos capítulos.

 Foto: Munir Chatack/Record


** Já curtiu o Facebook da Revista Malu?

IMPRIMIR
  • Compartilhar


Os comentários não representam a opinião deste site; a responsabilidade é do autor da mensagem.