Malu Super Mulher

12/06/2012 09h04

Logo Malu

Matéria disponível em: http://papofeminino.uol.com.br/mulher/saude-e-bem-estar/como-controlar-o-indice-glicemico/

Como controlar o índice glicêmico

Entenda melhor a medida que revela a quantidade de glicose no seu sangue, fator que pode ajudá-la a perder peso e prevenir problemas sérios de saúde!

Texto: Jacque Lopes

Como controlar o índice glicêmico

Foto: Thinkstock/Getty Images

O Índice Glicêmico é uma referência criada para medir a velocidade com que o carboidrato é transformado em glicose (açúcar) no sangue. Em linhas gerais, quanto menor for o valor do índice glicêmico de um alimento, mais tempo o organismo demora para fazer a sua digestão, o que mantém a taxa de glicemia controlada, favorecendo a sensação de saciedade.

Perigo silencioso
Ingerir constantemente alimentos com alto índice glicêmico sobrecarrega o trabalho do pâncreas, fazendo o órgão secretar insulina de maneira descontrolada para levar glicose às células. Com o passar do tempo, esse excesso se transforma em triglicérides, que são armazenados em forma de gordura, comprometendo o bom funcionamento do organismo e provocando aumento de peso. Para impedir que seu corpo e sua saúde sintam os malefícios do consumo exagerado de alimentos com alto índice glicêmico, procure mudar alguns hábitos do dia a dia e fazer simples substituições. Dessa forma, a insulina será secretada de maneira equilibrada, o que irá diminuir o nível de triglicérides, prevenindo doenças crônicas como diabetes, obesidade, alguns tipos de câncer e problemas cardíacos.

Mesmo contendo um açúcar natural e de boa qualidade (frutose), as frutas devem ser consumidas com cautela no dia a dia, especialmente se você tem tendência ou sofre com o diabetes. Nesse caso, três unidades são suficientes para nutrir seu organismo sem comprometer os ponteiros da balança e sua saúde. Outro fator importante é avaliar a qualidade da frutose ingerida: quanto mais doce a fruta, maior será seu índice glicêmico. Por isso, dê preferência às azedinhas!

Existem três categorias para classificar os alimentos:

Alimentos com alto Índice Glicêmico (acima de 85)

-Banana
– Mamão
– Cenoura
– Mandioca
– Frutas secas
– Melancia
– Caqui
– Milho
– Manga
– Uva-passa
– Trigo branco
– Frituras
– Doces
– Biscoitos de polvilho
– Bolachas, pães e bolos feitos com farinha branca

Alimentos com moderado Índice Glicêmico (entre 60 e 85)

– Arroz integral
– Feijão cozido
– Massas integrais em geral
– Batata-doce
– Aveia
– Suco de laranja sem açúcar
– Abacaxi
– Pão de centeio light
– Pão sírio integral
– Ervilha fresca
– Pipoca com pouco óleo

Alimentos com baixo índice glicêmico (menor que 45)

– Acerola
– Ameixa
– Caju
– Goiaba
– Limão
– Maçã
– Maracujá
– Morango
– Nectarina
– Pêssego
– Pera
– Cereais integrais
– Iogurte light
– Suco de tomate
– Vegetais folhosos

O nível de glicose no sangue considerado normal (em jejum) é entre 70 e 100mg/dl. Após as refeições, essa taxa tende a aumentar, mas não deve ultrapassar 140mg/dl. De duas a três horas depois de comer, o nível abaixa novamente.

Consultoria: Luciana Harfenist, nutricionista do Rio de Janeiro (RJ) http://luciana-harfenist.blogspot.com;

Leonardo Tucci, endocrinologista da Clínica Essere, especialista em endocrinologia e metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) – www.endocrino.org.br

 

 

Dieta das 3 frutas

 

 

 

Para conferir mais dicas, adquira a revista Só Dietas Especial – já nas bancas!

 

 

 

 


** Já curtiu o Facebook da Revista Malu?

IMPRIMIR
  • Compartilhar


Os comentários não representam a opinião deste site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

* Campos obrigatórios






6 + 5 =