Malu Super Mulher

- 18/08/2012 08h00

Logo Malu

Matéria disponível em: http://papofeminino.uol.com.br/culinaria/carnes/como-fazer-uma-feijoada-completa/

Como fazer uma feijoada completa

Que tal reunir a família e os amigos em casa e preparar uma feijoada pra lá de especial? Veja os itens que não podem faltar nessa refeição e confira dicas para deixar tudo irresistível!

Texto: Marina Cugler

Como fazer uma feijoada completa

Foto: Rodrigo Moreira/Colaborador

Existem duas versões sobre a criação da feijoada brasileira. A primeira (e mais difundida) é de que teria sido inventada pelos escravos, cuja alimentação era baseada em feijão. Acredita-se que eles acrescentavam ao cozimento do feijão partes do porco (pé, orelha e rabo) desprezadas por seus donos.
A outra versão conta que em diferentes países da Europa existiam vários tipos de cozidos de feijão com carnes, como o cassoulet, na França, por exemplo. E, no Brasil, foi feita uma adaptação do prato com ingredientes típicos daqui, assim, nasceu a mistura de feijão-preto com a carne e partes do porco.

Couve
Acompanhamento tradicional da feijoada, a couve refogada não pode ficar de fora da sua mesa. Um detalhe importante é a espessura da couve, que deve ser cortada bem fininha. Uma dica para manter sua cor é não cozinhá-la demais. Quando começar a murchar, já pode desligar o fogo. Se desejar, um pouco antes de desligar, polvilhe uma pitada de bicarbonato de sódio, que ajuda a garantir o verdinho da couve.

Farofa
A farofa é um acompanhamento versátil, além de ser prática de fazer. Ela pode ser preparada com farinha de mandioca ou de milho, bacon picado, linguiça de sua preferência, cebola e alho. Aqueles que gostam de inovar na cozinha costumam acrescentar ovos e até banana a essa receita.

Pimenta
Item indispensável para deixar a feijoada mais saborosa, o molho de pimenta pode ser feito com pimenta dedo-de-moça, biquinho, de cheiro, etc. Uma dica para deixá-la com um gosto mais suave, é retirar as sementes antes de usá-las.

Laranja
Existe o mito de que comer laranja depois da feijoada diminui a quantidade de gordura absorvida. E isso é lenda mesmo! O real é que as fatias de laranja são excelentes opções para acompanhar esse prato. A acidez e o sabor cítrico da fruta ajudam a balancear o paladar, além de ser uma sobremesa leve e refrescante depois da refeição repleta de carnes.

Arroz
Se um dos casamentos mais perfeitos na culinária é entre o arroz e o feijão, é claro que o arroz branco sempre marca presença na mesa da feijoada. Para deixá-lo mais soltinho e branco, pingue gotas de limão na água durante o cozimento.

Mandioca frita e torresmo
Essa dupla de acompanhamentos deixa qualquer convidado pedindo bis! O torresmo é feito com toucinho, uma parte da barriga do porco, e, quando é frita, forma uma casquinha crocante. Um segredo para deixar a mandioca sequinha é deixá-la esfriar bem antes de fritar.

Vinagrete
O vinagrete tradicional é o preparado com cebola, pimentão verde e tomate, temperados com vinagre, sal e limão. Porém, você pode fazer variações desse molho acrescentando o caldinho da própria feijoada, pimentão amarelo, salsinha e cebolinha picada, azeite, molho de pimenta, manjericão picado, azeitona ou orégano.

Carnes
Em uma feijoada mais simples, as carnes utilizadas limitam-se a costelinha de porco, paio, linguiças, carne-seca, carne de porco defumada e bacon. Para as mais incrementadas, podem ser usados tripa, mocotó, língua, cabeça, orelha, pé e rabo de porco. Lembre-se sempre de dessalgar bem as carnes antes de cozinhá-las.

Pretinho nosso de cada dia

Na feijoada, é do feijão-preto o papel principal. Mas qualquer tipo desse grão ocupa posição de destaque na mesa dos brasileiros todos os dias. Saiba mais sobre alguns deles:

Feijão-preto: original das Américas do Sul e Central, o feijão-preto é um dos tipos mais saudáveis que existem. Rico em potássio e cálcio, ele é o preferido dos cariocas e, além de aparecer nas feijoadas, é comum em sopas.

Feijão- carioca: mais consumido pelos brasileiros, combina perfeitamente com o arroz branco e é utilizado no preparo do tutu de feijão.

Feijão-vermelho: com uma coloração particular, tem um sabor encorpado e sua composição favorece a obtenção de um caldo mais grosso. É bastante utilizado em sopas pela resistência e integridade dos grãos após o cozimento.

Feijão-branco: é muito comum em saladas e em pratos com frango. Também é ingrediente principal do prato francês cassoulet, considerado a feijoada branca.

Feijão-jalo: é um feijão branco grande que tem um sabor delicado e suave, bastante distinto e que lembra castanhas. Por absorver muito bem os temperos, é perfeito para ensopados e cozidos.

Feijão-fradinho: os grão são claros e miúdos. Esse tipo é ótimo para saladas e como ingrediente do tradicional acarajé baiano.

 

 

Receitas superpráticas extra

 

 

Para conferir mais dicas, adquira a revista Receitas Superpráticas Extra – já nas bancas!

 

 

 

 

 

 


** Já curtiu o Facebook da Revista Malu?

IMPRIMIR
  • Compartilhar


Os comentários não representam a opinião deste site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

* Campos obrigatórios






+ 6 = 12